A Capital do Norte – Dia 2

Eu prometi as fotos do Night Market da noite anterior, vejam só que loucura que foi!

Night Market - Vendedores
Night Market - Vendedores
Comidas Exóticas
Comidas Exóticas
Mais Comidas Exóticas
Mais Comidas Exóticas
A Pior de Todas
A Pior de Todas

No segundo dia de Beijing, várias visitas interessantes! Comecei o dia na Praça Tiananmen, mais um gigante, no coração da cidade, onde se encontra o mausoléu de Mao Tsé Tung. Já pela manhã, centenas de visitantes (maioria esmagadora de chineses) visitando o local! Vejam o vídeo:


De lá, é só atravessar a rua e já se entra na Cidade Proibida, outra cotadíssima atração turística em Beijing. A Forbidden City era o palácio onde os imperadores de diversas dinastias, as imperatrizes e seus serventes habitavam. Um local exuberante, imponente, imenso (claro!), um grande complexo de construções arquitetônicas belíssimas, e mais um Patrimônio Mundial da UNESCO! Reza a lenda que ninguém entrava ou saía do palácio sem a expressa permissão do imperador. Daí o nome de “proibida”.

Cidade Proibida
Cidade Proibida
Eu Na Cidade Proibida
Eu Na Cidade Proibida

Quando o calor na Cidade Proibida era insustentável, o imperador, sua família e seus empregados se mudavam para o Summer Palace, um palácio localizado à beira de um lago e com um jardim super bonito. E, como não podia deixar de ser, outro Patrimônio Mundial da UNESCO!

Summer Palace
Summer Palace

Voltei para o hotel mais uma vez exausta, mas ainda assim optei por fazer à noite um programa altamente turista: assistir uma apresentação dos guerreiros Shaolin! Uau, que impressionante! Acompanhem no próximo post!

This entry was posted in Viagens. Bookmark the permalink.

12 Responses to A Capital do Norte – Dia 2

  1. Fernando says:

    Oi moça, tudo bem?
    Tenho que admitir que fico com o coração apertado vendo suas fotos e lendo seus relatos. Como já disse antes, essa é também a viagem dos meus sonhos e chego a ficar emocionado com suas aventuras. Imagino o que seve ser para você ver de perto essa grandiosidade, essa cultura tão rica e diferente.
    Mal posso esperar pela sua volta para saber mais detalhes.
    Beijos e se cuida.

    • admin says:

      Querido! Quem sabe você não se anima de uma vez e compra uma passagem pra cá qualquer hora dessas?!!
      É muito emocionante mesmo vivenciar tudo isso!
      Pode deixar que tou me cuidando… afinal, ainda tem muito lugar pra se visitar nesse mundo!
      Beijo grande!

  2. Marcia Barros says:

    Mas é impressionante a conservação deste patrimonio histórico. Tem que ser tombado mesmo. Gente, o que são aqueles espetinhos? é um mundo de infinitas possibilidades mesmo. Acho que nem meus gatinhos comeriam. Bjinho.

    • admin says:

      Hahaha… também acho, Marcinha, nem seus gatinhos dariam conta daquela aberração. Enquanto isso, por aqui, pessoas comem!
      Beijos!

  3. jorge langone says:

    amei o espetinho que vc não gostou. não sei o porquê! Que fotos incríveis e que viagem boa! bjsssssssss

  4. Omar says:

    Viu tudo que vc. perdeu por ser vegana! Bjs.

    • admin says:

      Pois é, Omer, cheguei até a considar abandonar o vegetarianismo por conta dos espetinhos…. 🙂
      Beijo!

  5. Silvana says:

    Nossa… cobra, sheep penis?? caramba.. gafanhotos, besouros… ja tinha visto nos filmes de Indiana Jones.. mas os primeiros rs.. demais pra mim. hehe

    • admin says:

      Hahaha… pra mim também foi demais, Sil! Só de pensar que as pessoas comem isso me revira o estômago! Rsrsrs

  6. Thiago Andrade Silva says:

    Não esquece de trazer umas iguarias dessas quando você retornar ao Brasil. Com certeza o pessoal aqui vai adorar (será?)! rs

    • admin says:

      Hahaha… acho que não, hein?! Posso levar uma pra você, quer? Hahaha!
      Beijo grande, Thiago!

Comments are closed.