Segundo O Tao Te Ching, Estou Lascada…

Ao que parece, o Tao Te Ching é o livro mais traduzido da história, com exceção da bíblia! É um pequeno livro, de 81 capítulos curtos e 5.000 caracteres chineses, escrito por Lao Tse, uma das personalidades na história chinesa e de grande influência no pensamento Taoísta .

O livro, também chamado de “O Livro do Caminho e da Virtude, é um clássico. Como vir à China e não me aventurar adentro de mais esta viagem!? Há algumas semanas atrás li-o pela primeira vez (em inglês, claro)! Ler, tudo bem… mas daí a entender são outros quinhentos! E olha que ainda dizem que a tradução é bem mais fácil que o original…

Bem, seja como for, este é o tipo de livro que, não importa quantas vezes o leia, sempre vai aprender algo. Um verdadeiro livro de cabeceira, que merece ser lido e relido umas quantas vezes.

A seguir, dois capítulos, 48 e 47, que me despertaram a atenção.

Capítulo 48 (em tradução livre):

Em busca de aprendizado, a cada dia se aprende algo novo.
Em busca do Tao, a cada dia algo é abandonado.
Menos e menos é realizado
Até que a não-ação é alcançada.
Quando nada é realizado, nada precisa ser feito.
O mundo é governado quando as coisas tomam seu próprio rumo.
Não se pode governá-lo interferindo-se nele.

O original em inglês:

In the pursuit of learning, every day something is acquired.
In the pursuit of Tao, every day something is dropped.
Less and less is done Until non-action is achieved.
When nothing is done, nothing is left undone.
The world is ruled by letting things take their course.
It cannot be ruled by interfering.

Talvez este capítulo seja um protesto ao acúmulo descompensado de conhecimento que tendemos a acreditar ser sinônimo de sabedoria. Será que nossas crianças devem passar tanto tempo nas escolas?

O capítulo 47 mexeu comigo. Como dizem por aí: a carapuça serviu. Aí vai ele (também em tradução livre):

Sem sair de casa, você pode conhecer o mundo inteiro.
Sem olhar através da janela, você pode ver os caminhos do céu.
Quanto mais longe você vai, menos você sabe.
Portanto, o sábio sabe sem viajar;
Ele enxerga sem ver.
Ele trabalha sem realizar.

O original, em inglês:

Without going outside, you may know the whole world.
Without looking through the window, you may see the ways of heaven.
The farther you go, the less you know.
Thus the sage knows without traveling;
He sees without looking;
He works without doing.

Mexeu comigo. Em plena viagem, ler isso?! Estou lascada…

This entry was posted in Viagens. Bookmark the permalink.

10 Responses to Segundo O Tao Te Ching, Estou Lascada…

  1. jorge langone says:

    oi chan, tá lascada não. saudades. beijos

  2. Marcia Barros says:

    Menina, neste fds conversamos, Beto e eu sobre a não ação. Chan, o Tao é TAL!!!

  3. Pedro Nin says:

    Chantal, fico babando com os seus relatos…são maravilhosos! Obrigado por compartilhar essa sua viagem. Bjs.

  4. Willy Chen says:

    Oi Chantal,

    A saida de não fique ” Lascada “, é compreenção de ação sem ” expectativa “, “meta”, “goal” , “missão”. , do your best, e o que vier de resultado, aceitar com
    gratidão. Varias vezes chegamos perto de um cume na montanha, e tem que voltar. Mas a felicidade é no meio do caminho, no percusro da construção.

    • admin says:

      É isso aí, Willy. A expectativa é a mãe da decepção, não é mesmo?! A felicidade é o caminho, é o “DAO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Connect with Facebook